Rua Domingos Façanha, 107 - Centro, Maranguape - Ceará | Fone: (85) 3341.0512

Paróquia Nossa Senhora da Penha

Maranguape - Ceará

(Rumo aos 169 anos de evangelização em nossa cidade)

2ª Semana da Páscoa – Sábado

sábado, 14 de abril de 2018

Primeira leitura (Atos 6: 1-7)

1 Naqueles dias, à medida que os discípulos se multiplicavam, havia queixas dos helenistas contra os hebreus, porque suas viúvas eram negligenciadas na assistência diária. 2 Os Doze convocaram a assembléia dos discípulos e disseram: “Não parece certo abandonarmos a Palavra de Deus por servir as mesas. 3 Portanto, irmãos, procurem dentre vocês sete homens de boa reputação, cheios de Espírito e sabedoria, e nós os encarregaremos deste ofício; 4 enquanto nos dedicamos à oração e ao ministério da Palavra. ” 5A proposta parecia bem a toda a assembléia e escolheram Esteban, homem cheio de fé e do Espírito Santo, a Felipe, a Procoro, a Nicanor, a Timón, a Pármenas e a Nicolás, prosélito de Antioquia; 6 Eles os apresentaram aos apóstolos e, tendo orado, impuseram suas mãos sobre eles. 7 A Palavra de Deus estava crescendo; em Jerusalém o número dos discípulos se multiplicou consideravelmente e muitos sacerdotes aceitaram a fé.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Responsório (Sl 32,1-2,4-5,18-19)

– Que sua misericórdia, Senhor, venha sobre nós, como esperamos de você

– Que sua misericórdia, Senhor, venha sobre nós, como esperamos de você

– Aclamação, justa, ao Senhor, que merece o louvor do bem. Dê graças ao Senhor com a harpa, toque a harpa de dez cordas em sua homenagem.

– A palavra do Senhor é sincera e todas as suas ações são leais; ele ama a justiça e a lei, e sua misericórdia enche a terra.

– Os olhos do Senhor são colocados sobre aqueles que o temem, sobre aqueles que esperam por sua misericórdia, para libertar suas vidas da morte e revivê-los em tempos de fome.

Evangelho (João 6: 16-21)

– O Senhor esteja com você.

– Ele está no meio de nós.

– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + de acordo com São João. 

– Glória a você, Senhor.

16 E à noite, seus discípulos desceram à beira do mar, 17 e, entrando eles num barco, foram para o outro lado do mar, para Cafarnaum. Já estava escuro e Jesus ainda não tinha vindo a eles; 18 um forte vento soprou e o mar começou a enrolar. 19Quando eles remavam cerca de vinte e cinco ou trinta estádios, viram Jesus andando no mar e aproximando-se do barco, e ficaram com medo. 20 Mas ele lhes disse: Sou eu. Não tenha medo. ” 21 Eles queriam pegá-lo no barco, mas depois o barco aterrissou no lugar para onde estavam indo.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.